Realidade Notícias - Sua fonte de notícias na cidade de Uberlândia e região

Comitê de Enfrentamento à Covid-19 delibera pela volta às aulas em sistema híbrido

Uberlândia

Em reunião nesta terça-feira (26), o Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 deliberou pelo retorno às aulas, em sistema híbrido, a partir do dia 8 de fevereiro em Uberlândia. As instituições deverão seguir a cartilha do protocolo sanitário desenvolvido para as instituições de ensino (leia aqui). Segundo a decisão, pais e responsáveis poderão optar pela permanência de estudantes no ensino remoto, sem risco de penalizações.

O sistema híbrido estabelecido pelo protocolo sanitário prevê que as turmas sejam divididas em dois grupos de revezamento: enquanto em uma semana, metade dos estudantes vão para o ensino presencial, a outra metade segue o conteúdo à distância. Na semana seguinte, os que tiveram aulas presenciais passam para o ensino remoto e vice-versa. Dessa forma, as instituições serão mantidas diariamente com metade da capacidade de atendimento físico, garantindo a adoção de normas de distanciamento.

Mais medidas de biossegurança

A Rede Municipal de Ensino possui cerca de 70 mil alunos entre os que frequentam unidades municipais e as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) parceiras nos níveis infantil, fundamental, de Educação para Jovens e Adultos (EJA) e do Programa Municipal de Alfabetização de Jovens e Adultos (Pmaja). Para receber esse público, os prédios escolares têm, desde o ano passado, recebido reforço em materiais de biossegurança, como abastecimento de papel toalha, sabonete líquido e álcool em gel, totens e dispensers para facilitar o acesso à higienização e equipamentos para medir a temperatura.

Além disso, cada estudante vai receber um kit com duas máscaras de proteção para o rosto. Os profissionais da Educação já receberam kits com máscaras e todos serão submetidos a testagens para Covid-19 nos dias que antecederem o retorno às aulas, assim como preconiza o protocolo sanitário.

Todas as medidas de prevenção à disseminação da Covid-19 foram adotadas considerando as características específicas de cada uma das escolas, o que inclui a implementação de uma rotina de higienização no mobiliário, especialmente na troca de turnos. Por meio da rede de comunicação que cada escola possui com as famílias dos estudantes e pelos murais das próprias instituições, as especificações sobre a volta às aulas também serão divulgadas, detalhando ainda como se dará o escalonamento dos dias presenciais.

Conheça aqui a cartilha do protocolo sanitário para a Educação

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Comitê de Enfrentamento à Covid-19 delibera pela volta às aulas em sistema híbrido

Em reunião nesta terça-feira (26), o Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 deliberou pelo retorno às aulas, em sistema híbrido, a partir do dia 8 de fevereiro em Uberlândia. As instituições deverão seguir a cartilha do protocolo sanitário desenvolvido para as instituições de ensino (leia aqui). Segundo a decisão, pais e responsáveis poderão optar pela permanência de estudantes no ensino remoto, sem risco de penalizações.

O sistema híbrido estabelecido pelo protocolo sanitário prevê que as turmas sejam divididas em dois grupos de revezamento: enquanto em uma semana, metade dos estudantes vão para o ensino presencial, a outra metade segue o conteúdo à distância. Na semana seguinte, os que tiveram aulas presenciais passam para o ensino remoto e vice-versa. Dessa forma, as instituições serão mantidas diariamente com metade da capacidade de atendimento físico, garantindo a adoção de normas de distanciamento.

Mais medidas de biossegurança

A Rede Municipal de Ensino possui cerca de 70 mil alunos entre os que frequentam unidades municipais e as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) parceiras nos níveis infantil, fundamental, de Educação para Jovens e Adultos (EJA) e do Programa Municipal de Alfabetização de Jovens e Adultos (Pmaja). Para receber esse público, os prédios escolares têm, desde o ano passado, recebido reforço em materiais de biossegurança, como abastecimento de papel toalha, sabonete líquido e álcool em gel, totens e dispensers para facilitar o acesso à higienização e equipamentos para medir a temperatura.

Além disso, cada estudante vai receber um kit com duas máscaras de proteção para o rosto. Os profissionais da Educação já receberam kits com máscaras e todos serão submetidos a testagens para Covid-19 nos dias que antecederem o retorno às aulas, assim como preconiza o protocolo sanitário.

Todas as medidas de prevenção à disseminação da Covid-19 foram adotadas considerando as características específicas de cada uma das escolas, o que inclui a implementação de uma rotina de higienização no mobiliário, especialmente na troca de turnos. Por meio da rede de comunicação que cada escola possui com as famílias dos estudantes e pelos murais das próprias instituições, as especificações sobre a volta às aulas também serão divulgadas, detalhando ainda como se dará o escalonamento dos dias presenciais.

Conheça aqui a cartilha do protocolo sanitário para a Educação

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Parceiros

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )